Serial Killer do Distrito Federal já foi evangélico e pregador

junho 2021

Nesta quinta-feira (17), completa nove dias que as policias do Distrito Federal e de Goiás tentam capturar o serial killer Lázaro Barbosa de Sousa, de 32 anos.

O criminoso é procurado pela polícia desde quarta-feira (9/6), quando assassinou a tiros e facadas a família Vidal Marques – o pai Cláudio, 48, e os filhos Carlos Eduardo, 21, e Gustavo, 15, e a mãe Cleonice, que foi assassinada em um ritual satânico dentro da mata.

Lázaro fugiu para a região de Cocalzinho, em Goiás, onde desde então é procurado pela polícia. Além disso, o criminoso tem uma extensa ficha criminal que tem se arrastado.

Mais de 200 policiais de Goiás e do Distrito Federal com o apoio de helicópteros, drones e cães farejadores, estão em torno da região na tentativa de capturar o psicopata.

Lázaro é casado há quatro anos e é pai de dois filhos, um menino de 4 anos e uma menina de 2. Sua esposa, de 19 anos, disse que o criminoso “é um pai dedicado”. Ela revelou que está em estado de choque com os crimes do marido, e por medo não quis se identificar.

Ela afirmou que não acredita que Lázaro esteja envolvido em rituais macabros, e disse que a família é alvo de fake news e preconceito. A mulher disse ainda que o marido é uma pessoa que tinha muita fé em Deus.

“Não acredito em nenhum ritual. Ele tinha uma fé em Deus muito grande, foi até pregador da palavra no presídio. Eu só vou acreditar que ele se envolveu mesmo nisso quando ele for pego e falar”, contou ela ao site Correio Braziliense.

Ela também contou que deseja ajudar nas buscas, caso a polícia autorize, para evitar que Lázaro seja morto.

“Se a gente tivesse a oportunidade de ir com a polícia para o meio do mato, para convencê-lo a se entregar. A gente não sabe o que aconteceu na mente e no coração dele. A ficha não caiu”, contou.

Com o Fuxico Gospel



WM TV