politica   

Com muito cacique e pouco índio, Romero Rodrigues descarta ingressar no PSL de Bolsonaro, mas ressalta que possibilidade de deixar PSDB ainda é real

abril 2019

“Tem cacique demais para pouco índio”. Foi assim que o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, do PSDB, jogou por terra as especulações sobre vir a deixar o ninho tucano para ingressar nos quadros do PSL na Paraíba, que tem como estrela principal o presidente da República Jair Bolsonaro (PSL).

Apesar de ter se encontrado recentemente com Bolsonaro, em Brasília, e ter recebido semana passada a primeira dama Michelle Bolsonaro em solo paraibano, Romero garantiu que o tema – filiação partidária – não entrou na pauta.

Romero explicou que não está disposto a entrar na briga por espaços dentro da sigla.

 – Na ocasião de deixar o PSDB, que pode acontecer, não tem nenhuma vinculação com ida ao PSL, que tem um deputado federal e alguns estaduais. Já tem cacique de mais para pouco índio, portanto se tiver de ir para outro partido, devo estar migrando para outra sigla – afirmou.

Com Blog do Ninja



WM TV