gospel   

Macedo diz que injustiça do “demônio” contra igrejas pode ser justiça de Deus

março 2019

O bispo Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus, se pronunciou sobre a polêmica entrevista com o demônio feita pelo bispo Rogério Formigoni. Macedo comentou o caso durante seu programa diário, A Palavra Amiga, nesta segunda-feira (11), após o vídeo receber inúmeras críticas, incluindo do deputado federal pastor Marco Feliciano.

“Eu creio no trabalho dos servos do Altíssimo e eu quero aqui, diante de todos e, sobretudo, diante de Deus, pedir perdão. Embora eu não tenha nada a ver com isso, mas por conta da ofensa que o vídeo trouxe aos demais pastores, eu me sinto culpado. Talvez tenha faltado respeito ao trabalho dos outros”, afirmou.

Em seu pronunciamento, pediu perdão aos pastores ofendidos de outras denominações, mas em nenhum momento negou as palavras do “demônio”. Macedo disse acreditar que talvez a “injustiça” desse episódio seja justiça de Deus sobre os pastores e igrejas citados.

Citou o apostolo Paulo para corroborar seu pensamento e lembrou do episódio onde Raquel instrui Jacó para que receba a benção de Isaque. Ao que parece, o bispo acredita nas palavras do demônio, mas não queria que elas fossem divulgadas na internet.

Com Gospel Prime



WM TV